Apenas cores... Vida... Sorrisos...

24
Mai 09

Uma grande amiga disse-me que nadava preocupada pelo que tenho escrito aqui... Este não é o meu unico blog e cada um deles tem uma estrutura própria. Este é talvez o blog onde sou eu realmente... O Smile com todas as suas incertezas e com o tutano de cada dia. Já há algum tempo escrevi que há acontecimentos que nos fazem mudar de tal forma que deixamos de nos conhecer a nós mesmos... Foi o que me aconteceu e para além de ter mudado tornei-me numa pessoa bastante consciente do que se passa à minha volta. Consciente o suficiente para ficar bastantes noites sem dormir, procurando respostas que satisfaçam a minha sede e que me devolvam serenidade. O suficiente para deixar de sorrir quando sei que a minima coisa está mal com quem me rodeia, pessoas pelas quais sou capaz de dar a minha vida se necessário for.

Disseram-me uma vez que quando há problemas a culpa nunca é só de uma das partes, mesmo que a percentagem seja minima, a culpa é sempre de duas ou mais pessoas... É dos dois lados da barricada. No que toca a mim, para este louco Smile, a culpa é sempre minha... Não me permito falhar e sou exigente demais comigo mesma... Este é o meu pequeno "trauma".

Esta consciência e este sentimento de permanente culpa começam por fim a dar comigo em doida. É uma luta que travo há bastante tempo e que pela primeira vez me assoberba... Estou a perder bem claramente.

O que antes facilmente me fazia sorrir agora já não faz... Os meus olhos já não são capazes de abarcar a simplicidade que tão vital me é... Aquilo em que acreditava e pelo que me batia, já não me faz gastar uma unica molécula de ATP de livre vontade.

Por não saber lidar com tudo isto... Fugi, escondi-me de tudo e de todos e assim continuo... Sinto por momentos cada vez mais frequentes que não me conheço e que sou o ser mais baixo do mundo... Tão indigno, tão pequeno.

Pela primeira vez na minha vida...Quero ser igual aos outros, passar despercebida... Ter o meu tempo para me reencontrar.

Parar...

publicado por Smile às 23:08

Ao ler este último post também fico apreensivo. E se fico neste estado, é porque vejo alguém com muitas qualidades, com uma beleza interior que resplandece no seu belo sorriso; com uma sensibilidade para lidar com os outros, que demonstra a sua essência de amor e de fraternidade para com o póximo; a sentir-se culpada pelos erros de tudo e de todos.
A perfeição não é mais que um ideal, o qual só é realmente concreto em Deus. A perfeição na nossa condição não passa por fazer tudo bem, mas sim, fazer o melhor, sabendo aquilo que se pode fazer e aquilo que nos atrapalha no fazer.
Na vida, o maior tesouro que podemos ter, não é sermos ricos ou fazermos tudo sem nenhuma imperfeição, é sim, sabermos que mesmo sendo imperfeitos, não tendo as capacidades ou qualidades que gostaríamos de ter e que muitas vezes falhamos, continuamos a ser amados por Alguém que FAZ QUESTÂO de contar connosco.
É verdade que na teoria é mais fácil, mas na prática é mais reconfortante, quando aplicada.
Não dês tanta importância ao que não consegues fazer, ou fazer de menos bom, mas sim àquilo que realmente fazes e, se estiveres atenta, verás que é muito mais do que tudo isso e muito mais do que a maior parte da humanidade que passa o tempo a passar o tempo.
És muito especial e tens muito valor, está tudo nas tuas mãos.
De alguém que também anda a tentar parar....
Sérgio Góis a 26 de Maio de 2009 às 12:43

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
15
16

19
20
21
22

25
26
27
28
29
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO